A- A A+ |
Sobral é tudo.
Sobral é da gente.
Sobral é agora.

A Secretaria da Educação promoveu, na quarta-feira (24/08), um encontro com vários professores, coordenadores pedagógicos e demais profissionais da Prefeitura de Sobral no Theatro São João, para assistirem palestra sobre comunicação não-violenta, realizada pelo hub criativo Allma, parceiro da rede Urban95.
 
Essa programação foi parte de uma visita das facilitadoras Cice Galoro e Fernanda Nogueira, que vieram a Sobral apresentar conteúdos e caminhos para implementação de ações positivas na primeira infância e realizar apresentação do projeto “Cria na Paz”.
 
 
O chefe do gabinete do prefeito de Sobral, David Duarte, destacou que esse tema da primeira infância é um tema transversal e envolve diversas secretarias. “Tem sido um marco para nossa gestão nos voltarmos para esse tema. É necessário aprendermos uma nova forma de cuidar das nossas crianças. Esse público é muito importante para nós”, ponderou.
 
Para o secretário da Educação, Herbert Lima, tratar acerca do bem-estar emocional das crianças é um tema sensível e traz algumas reflexões que vão de encontro ao que Sobral tem hoje no currículo da educação infantil do município. “O currículo hoje promove e estimula o desemparedamento das crianças do seu espaço físico. Ele desenvolve e traz respeito, tolerância, afetividade, sem perder o foco que é a garantia e a priorização sobre o aprendizado”, salientou.
 
Cice disse que o “Cria na Paz” é uma campanha de mudança de comportamento. “Esse é o braço da Allma. A gente trabalha para a ponta. Queremos chegar dentro da casa das pessoas, na família. Os pais aprenderam sobre educação de uma maneira que eles entendiam que era do melhor jeito. Mas nós temos obrigação de chegar lá e falar que existem outras formas mais assertivas”.
 
Após essa apresentação, as palestrantes foram conferir alguns equipamentos de saúde e educação da cidade, para realizarem um diagnóstico com intuito de aplicarem ações em conjunto com a Prefeitura.
 
URBAN95
 
A rede Urban 95 é uma iniciativa global que busca incluir a perspectiva de bebês, crianças pequenas e cuidadores no planejamento urbano, nas estratégias de mobilidade e nos programas e serviços oferecidos nas cidades. A rede considera a experiência de uma criança de três anos de idade que, em média, tem até 95cm de altura.
 
 

Facebook

YouTube