A Secretaria da Educação de Sobral está promovendo o curso do estágio probatório para 241 professores das áreas de pedagogia, inglês e matemática, aprovados em concurso público (edital nº 01/2016) e que ingressaram na rede pública de ensino. O objetivo é discutir conteúdos e práticas pedagógicas, aprimorar e avaliar as competências e capacidades profissionais.

Desde maio do ano passado, os professores participam de aulas presenciais e on-line, seminários temáticos e palestras. Ao concluir o curso em abril, estes profissionais produzirão um portfólio com registro de projetos elaborados ao longo do período, proporcionando a troca de experiências pedagógicas no processo de ensino-aprendizagem nas escolas.

Com carga horária total de 200 horas-aula, a formação é conduzida pela Escola de Formação Permanente do Magistério e Gestão Educacional e dividida em seis módulos que abordam desde conhecimentos específicos e tecnológicos, até gestão de sala de aula, incluindo abordagens sobre as atuais demandas educacionais da Base Nacional Comum Curricular, novos currículos de Sobral e competências socioemocionais.

A educação de Sobral continua sendo modelo para vários municípios e estados brasileiros. Nesta quarta-feira (13/02), o secretário da Educação do Espírito Santo, Vitor de Angelo, e a gerente de Educação Infantil e Ensino Fundamental do Estado, Ana Pacheco, conheceram o sistema educacional de Sobral. Na ocasião, o secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima, apresentou a política educacional, implementada ao longo dos últimos 21 anos, que fizeram Sobral ter hoje a melhor Rede Pública Municipal de Educação do Brasil, segundo avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017.

"Viemos compreender como é que o Ceará e Sobral, em particular, conseguiram melhorar seus indicadores, em termo de gestão, valorização de professor, formação e como isso é aplicável ao nosso Estado", destacou o secretário Vitor de Angelo.

Também participaram da reunião, o consultor da Coordenadoria de Cooperação com os Municípios (Copem) do estado do Ceará, Idelson Paiva Júnior; e a representante da 6ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação, Eliane Albuquerque. Em seguida, os gestores visitaram a Casa da Avaliação e as escolas municipais José da Matta e Silva e Emílio Sendim.

As escolas municipais de Sobral foram convidadas pela associação científica “Ciência Viva” de Portugal para participar, juntamente com escolas portuguesas e de São Tomé e Príncipe de um projeto educativo em comemoração pelo centenário do eclipse de 1919. Com o eclipse total do sol, observado em Sobral e na Ilha do Príncipe, foi confirmada a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein, que previa a curvatura dos raios luminosos das estrelas, provocada pela deformação do espaço à volta do Sol.

As inscrições seguem até o dia 15 de fevereiro e as equipes devem ser compostas por até três estudantes e um professor e deverão desenvolver trabalhos abordando os eventos históricos ligados à expedição científica a Sobral, a ciência nela envolvida, atividades experimentais ou a divulgação à comunidade.

As escolas participantes deverão enviar, até o dia 26 de abril, vídeo com a duração de 3 a 5 minutos apresentando os seus trabalhos. No vídeo, a equipe deverá descrever todas as fases do seu projeto e as suas conclusões, assim como a apresentação dos seus elementos. No trabalho serão avaliadas a clareza na comunicação, correção científica e a criatividade.

De acordo com a modalidade de ensino, os alunos com os trabalhos mais significativos serão convidados a participar virtual ou presencialmente nas sessões em Sobral (Brasil), São Tomé e Príncipe ou mesmo no encontro de Ciência 2019 em Lisboa, Portugal.

Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica é uma associação científica, sem fins lucrativos, sediada em Lisboa-Portugal, que tem como objetivo difundir a cultura científica e tecnológica, apoiando o ensino experimental das ciências e à promoção da educação científica nas escolas.

- Faça sua inscrição AQUI.

As escolas da rede de ensino público e privado de Sobral, interessadas em participar da 11ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), poderão inscrever suas equipes a partir desta quinta-feira (14/02) na competição. As inscrições seguem até o dia 26 de abril.

Podem participar estudantes do oitavo e nono anos e do ensino médio. Cada equipe deverá ter três participantes, orientados por um professor de História. Neste ano, a competição terá sete etapas, com provas on-line nas seis primeiras fases, que serão realizadas de 6 de maio a 15 de junho. Já a última etapa, apenas com as equipes finalistas, será na forma presencial, em Campinas, interior de São Paulo. Ela acontece nos dias 17 e 18 de agosto.

As inscrições podem ser feitas pela internet, no site oficial da ONHB. A inscrição por equipe de escola pública tem uma taxa de R$ 38; para as escolas particulares, a taxa é de R$ 78 por equipe.

A ONHB é realizada pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

- Faça sua inscrição, clicando AQUI.

As escolas da rede pública e privada interessadas em participar da 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) deverão realizar a inscrição no site oficial, até o dia 18 de março. Os estudantes também poderão participar da 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

O intuito da Olimpíada é despertar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins, promovendo a difusão de conhecimentos básicos de forma lúdica e cooperativa. Esta edição será realizada durante o Ano Municipal das Ciências, que marca o centenário de comprovação da Teoria da Relatividade comemorado neste ano.

A OBA acontece em única fase, dividida em quatro níveis: três para os alunos do ensino fundamental e um para os do ensino médio. A prova conta com dez questões, sendo sete de astronomia e três de astronáutica, que será realizada simultaneamente em todas as escolas participantes no dia 17 de maio, no horário mais conveniente para cada escola.

Em 2018, os estudantes das escolas municipais de Sobral conquistaram 133 medalhas na 21ª edição da OBA, sendo 58 medalhas de ouro, 36 medalhas de prata e 39 medalhas de bronze. A educação de Sobral também conquistou três medalhas de bronze na Mostra Brasileira de Foguetes.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) é realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), com a participação de todos os alunos regularmente matriculados em instituições de ensino fundamental e médio de todo o país.

- Inscrições AQUI.