Pela primeira vez Sobral tem o segundo maior número de medalhas do Ceará na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP) 2018. Com nove medalhas, sendo duas de prata e sete de bronze, Sobral fica atrás apenas da capital Fortaleza pelo resultado obtido pelos estudantes dos colégios militares.

No resultado estadual conquistaram medalha de prata os estudantes Ana Letícia Ribeiro Azevedo (Escola Leonília Gomes Parente) e Francisco Dayan Mendonça Siqueira (Escola Francisco Monte). As medalhas de bronze ficaram com os estudantes da Escola Paulo Aragão, Sarah Maria Dourado Farrapo, Yuri Venceslau dos Santos e Halairton de Souza Rodrigues; e do Colégio Maria de Lourdes de Vasconcelos: Victor Erick Oliveira Pinto e Antônio Ray de Sousa Brioso; além dos estudantes Cláudio Yuri Santos Silva da Escola Maria José Santos Ferreira Gomes; e Dinailton Rodrigues Ribeiro da Escola Vicente Antenor Ferreira Gomes.

Este excelente desempenho expressa os avanços no ensino de Ciências em função do novo currículo que está sendo desenvolvido, da implantação dos laboratórios digitais de Ciências e da experiência recente com o Programa Internacional de Avaliação de Alunos – PISA”, explica o secretário da Educação, Herbert Lima.

Carca de meio milhão de estudantes do Ensino Médio e do último ano do Ensino Fundamental de escolas públicas em todo o Brasil participaram da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas, que é promovida pela Sociedade Brasileira de Física, com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Medalhas de Prata
Ana Letícia Ribeiro Azevedo - Escola Leonília Gomes Parente
Francisco Dayan Mendonça Siqueira - Escola Francisco Monte

Medalhistas de Bronze
Sarah Maria Dourado Farrapo – Escola Paulo Aragão
Yuri Venceslau dos Santos – Escola Paulo Aragão
Halairton de Souza Rodrigues – Escola Paulo Aragão
Victor Erick Oliveira Pinto - CSTI Maria de Lourdes de Vasconcelos
Antônio Ray de Sousa Brioso - CSTI Maria de Lourdes de Vasconcelos
Cláudio Yuri Santos Silva - Escola Maria José Santos Ferreira Gomes
Dinailton Rodrigues Ribeiro - Escola Vicente Antenor Ferreira Gomes
 
- Veja o resultado, clicando aqui.

Estudantes e professores da Rede Pública de Ensino interessados em participar da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa - Escrevendo o Futuro têm até o dia 30 de abril para realizarem suas inscrições. Nesta edição, a competição reforça a valorização da interação de crianças e jovens com seu território e retoma o tema “O lugar onde vivo”. Assim, para participar do concurso, o estudante deve resgatar histórias, estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, o que contribui para o desenvolvimento de sua cidadania.

Os alunos participantes devem estar matriculados no Ensino Fundamental (a partir do 5° ano) ou no Ensino Médio. A Olimpíada é dividida em cinco categorias: Poema, Memórias literárias, Crônica, Documentário e Artigo de Opinião. Nos gêneros textuais, os estudantes serão orientados a escrever, em sala de aula, durante as oficinas, um texto, em língua portuguesa, original e de autoria exclusiva. Já na categoria de Documentário, os alunos trabalharão em trio, sob orientação do professor, e deverão produzir juntos o projeto (composto pela sinopse, argumento e roteiro) e o documentário, em vídeo. O período de seleção das melhores produções ocorre entre os meses de agosto e dezembro, e será composto por cinco etapas: escolar, municipal, estadual, regional e final.  

A Olimpíada de Língua Portuguesa é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país. Realizado pelo Ministério da Educação, em parceira com a Fundação Itaú Social e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC), o concurso integra as ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro e procura contribuir para a melhoria da qualidade de ensino e para o aperfeiçoamento da escrita dos alunos inscritos. Nesta edição, a premiada escritora mineira, Conceição Evaristo, será homenageada.

- Inscrições, clicando aqui.

Estudantes e professores comemoraram, nesta sexta-feira (22/02), o aniversário de cinco anos da Escola Maria Dorilene Arruda Aragão. A unidade escolar, inaugurada em 2014, foi a primeira Escola de Tempo Integral da Rede Municipal de Sobral.

A comemoração reuniu o secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima, o diretor da Escola, Sérgio Barbosa, e o ex-diretor, Pedro Grandson. Familiares da professora Maria Dorilene Arruda Aragão também participaram da homenagem.

“Por aqui passaram muitos alunos, muitos sonhos, mas, principalmente, muitas realizações. A escola é o melhor caminho para que vocês possam ter uma vida muito boa no futuro”, disse o secretário Herbert Lima.

A Escola atende alunos do Ensino Fundamental (6° ao 9° ano). Além da grade de conteúdo tradicional, são ofertadas disciplinas diferenciadas como Projeto de Vida, Protagonismo Juvenil, Introdução à Pesquisa, Formação Humana e Práticas experimentais nos laboratórios.

O XVI Seminário sobre a Educação de Sobral reuniu, nos dias 21 e 22 de fevereiro, educadores e gestores dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, e de outros municípios do Ceará. Durante dois dias, os participantes conheceram a política educacional de Sobral.

No primeiro dia de seminário, os participantes visitaram a Casa da Avaliação Externa do Município de Sobral e a Escola de Formação Permanente do Magistério e Gestão Educacional. Em seguida, foi proferida a palestra “A Formação de Professores no Município de Sobral e a Escola de Formação Permanente do Magistério e Gestão Educacional”, pela coordenadora pedagógica da Esfapege, Tarjjara Almeida. Na ocasião, a tutora da Coordenadoria de Desenvolvimento da Aprendizagem e da Gestão Pedagógica, Jacyra Pimentel, respondeu perguntas sobre as atividades, ações e metodologias para o desenvolvimento da aprendizagem e da gestão pedagógica nas escolas municipais de Sobral.
 
Já no segundo dia, o secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima, ministrou a palestra “A Experiência Educacional de Sobral – 22 anos: A Melhor Rede de Educação Pública do Brasil”, na qual apresentou o caminho já percorrido pelo município, programas, estratégias e medidas adotadas por Sobral, além dos desafios atuais. E, encerrando a programação, os participantes visitaram a Escola Municipal Gerardo Rodrigues e o Centro de Educação Infantil Terezinha de Jesus Ponte Aragão.




Uma comitiva do município de Encantado, no Rio Grande do Sul, também participou do Seminário. "O que eu levo de mais positivo, além da simpatia e acolhida da população e da equipe, é o comprometimento de todos. Pelo que se vê, se sente e se colheu, é que todos estão comprometidos com a educação de Sobral. Por isso não tem como errar", disse o prefeito do município, Adroaldo Conzatti.
Os estudantes dos 6° e 7° anos das escolas municipais de Sobral participam, durante o mês de março, do Concurso de Redação com o tema “Água: Eu amo, eu cuido”. A ação é promovida pelo Lions Clube de Sobral e Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) em parceria com a Secretaria da Educação de Sobral. 

Com o objetivo de estimular a criatividade, o raciocínio, a leitura e o desenvolvimento da escrita dos alunos da rede pública de ensino, o concurso também procura promover reflexão acerca de possíveis soluções para evitar a degradação da água e do meio ambiente. A prova será aplicada no dia 11 de março em todas as unidades escolares do município. A melhor redação de cada escola deve ser encaminhada, até o dia 15 de março, à comissão organizadora do concurso para a escolha dos três melhores textos.  

O resultado final será divulgado no dia 19 de março e os três primeiros colocados serão premiados com uma bicicleta (1º lugar), um par de patins (2º lugar) e um headphone (3º lugar), no dia 20 de março.

- Leia o regulamento, clicando aqui
- Folha modelo, clicando aqui.