Suely Rodrigues, doutora em Educação da Cesgranrio

Diretores, coordenadores e professores da rede pública de ensino participaram, na quinta-feira (05/09), do seminário de lançamento da II Aplicação do Pisa para Escolas 2019, promovido pela Secretaria da Educação de Sobral, no Centro de Convenções. Em novembro, serão aplicadas as provas de Português, Matemática e Ciências, além de um questionário socioeconômico, para estudantes de 15 anos.

A prefeita em exercício,  Christianne Coelho, agradeceu a dedicação dos profissionais que trabalham na educação e destacou a receita do sucesso. “Agradeço peça dedicação diária de cada um de vocês. Nosso diferencial é que estamos sempre nos desafiando. Nós tivemos resultados muito bons, mas como diz nosso prefeito Ivo ‘nada é tão bom que não possa ser melhorado”, afirmou.

 “Neste ano a prova segue a tendência internacional do Pisa e será feita com o uso de computadores. Os alunos que irão fazer a prova do Pisa este ano são egressos da rede municipal, mas já estão fazendo o primeiro ano do Ensino Médio na rede estadual. Então, a avaliação do Pisa nos desfaia a uma interlocução e parceria da rede municipal e estadual de ensino”, explica o secretário da Educação, Herbert Lima.   

   Para o coordenador da 6ª Crede, Daniel Costa, “o Pisa é um diagnóstico muito qualificado que nos dá a oportunidade de pensarmos num currículo voltado para as necessidades da nossa população. O retorno da avaliação dá uma base importante para o currículo do Ensino Fundamental e nós só temos a colaborar. Os resultados irão demonstrar todo o trabalho feito na rede municipal e no início na rede estadual e como está a nossa educação em relação aos outros países do mundo”.

Cerca de 1.400 estudantes de 17 escolas estaduais deverão fazer a prova do Pisa para Escolas 2019. Além de comparar internacionalmente a qualidade da educação oferecida em Sobral, a avaliação permitirá compreender como as habilidades socioemocionais afetam o aprendizado, e como desenvolvê-las na sala de aula; e identificar estratégias que ajudem a melhorar o desempenho dos estudantes com dificuldades de aprendizagem.

Apresentação da Orquestra de Câmara do Campus da UFC - Sobral

A doutora em Educação da Cesgranrio, Suely Rodrigues, apresentou o estilo de questões do Pisa e como as habilidades são aferidas. “O Pisa não analisa a memorização do conteúdo, mas analisa como as habilidades necessárias para o século XXI são aplicadas no cotidiano do aluno, a capacidade de elaboração de um raciocínio, o aprendizado em profundidade e pensamento crítico, com problemas envolvendo o conhecimento de várias áreas. Ele relaciona os dados de aprendizagem dos alunos com o seu contexto histórico e analisa a aprendizagem ao longo da vida com perguntas sobre a motivação, crenças e estratégias de aprendizado”.

 
 Seminário de lançamento da II Aplicação do Pisa para Escolas 2019