Princípios da engenharia, design, robótica e computação vão fazer parte das aulas de Ciências dos estudantes das escolas municipais de Sobral. No dia 10 de agosto, a partir das 10h, a Prefeitura de Sobral inaugura dois Laboratórios FabLearn, no Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão e na Escola Padre Osvaldo Chaves.

Viabilizada pela Fundação Lemann, organização não-governamental familiar focada na melhoria da educação, em parceria com a Universidade de Stanford, a iniciativa faz parte do projeto de desenvolvimento do novo currículo de Ciências do município, que é alinhado à nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e traz as melhores práticas e experiências internacionais para o ensino de Ciências.

Para o prefeito Ivo Gomes, “nesses laboratórios os estudantes da rede pública de Sobral irão aprender fazendo, com tudo que há de mais moderno no mundo. Todas as escolas de Sobral também já foram conectadas com fibra ótica e internet de altíssima velocidade (100 Mb), por meio de doação da Fundação Lemann”.

Tecnologia, currículo e formação de professores

Os laboratórios FabLearn, criados pelo professor Paulo Blikstein da Universidade de Stanford, são espaços de invenção, descoberta, investigação e aprendizagem que já estão presentes em 15 países do mundo. Em Sobral, sua implementação está integrada à formação de uma equipe de professores que já está aplicando novos princípios de ensino de Ciências como um piloto para a construção de um currículo de Ciências moderno para os alunos.

Neles, os estudantes são ensinados a buscar a solução de problemas e a construir conhecimento, podendo criar e experimentar com o uso das máquinas e equipamentos como impressora 3D, cortadora a laser, kits de robótica, marcenaria, costura, eletrônica, entre outros.

“A implementação dos laboratórios FabLearn integra ao currículo da rede municipal de ensino de Sobral práticas de Ciências e Tecnologia para desenvolvimento de competências do Século XXI, permitindo aos estudantes desenvolverem seu aprendizado através da curiosidade, investigação e avaliação crítica de seus experimentos”, explica o secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima.

“Para nós, um grande diferencial dessa iniciativa é o olhar cuidadoso para o uso pedagógico da tecnologia e para o fortalecimento da figura do professor”, conta Camila Pereira, Diretora de Educação da Fundação Lemann. “Estamos trabalhando nesse projeto conjunto desde o fim de 2016, então nos dá imensa satisfação ver os laboratórios nascendo e trazendo novas oportunidades de aprendizagem aos alunos da rede pública”, completa. 

Paulo Blikstein, professor da Universidade de Stanford, responsável pelo projeto dos laboratórios FabLearn em Sobral, explica: “O ensino de Ciências mudou nos últimos 15 anos em vários países, mas essas mudanças não estão chegando na educação pública do Brasil. Com esse projeto em Sobral, estamos trazendo o melhor ensino de Ciências do mundo para a escola pública brasileira – onde ele é mais necessário.

Mini-Feira e Oficinas



No dia 9 de agosto, a equipe FabLearn oferecerá duas oficinas para professores de Ciências das escolas municipais em parceria com professores responsáveis pelos dois laboratórios FabLearn, que também compartilharão as experiências adquiridas na implementação dos laboratórios e como será desenvolvido o trabalho junto aos estudantes para facilitação do processo de aprendizagem.

No dia 10 de agosto, após o cerimonial de lançamento dos laboratórios, os professores que trabalham na elaboração do novo currículo de Ciências irão apresentar as sequências didáticas que estão sendo desenvolvidas como parte da formação, bem como seus objetivos de aprendizagem, dinâmica de aula e avaliação, além dos materiais utilizados em sala de aula.